Artigos

Diálogo Diário de Segurança – DDS

 

Diálogo Diário de Segurança – DDS

 

ORDENS DE SERVIÇO

 

Sempre que o empregador resolver passar informações sobre segurança e saúde no trabalho para seus empregados e contratados, ele deve valer-se de ordens de serviço, escritas, claras e objetivas. Além de atender a legislação vigente, as ordens de serviço compreendem um veículo de comunicação acessível, direto e sustentado, renovando-se periodicamente.

Com o objetivo de informar os riscos do trabalho para seus empregados e contratados, a REFAP S.A. adotou o Diálogo Diário de Segurança.

Esse programa é um processo de conscientização para a prevenção de qualquer tipo de perda (incidentes, acidentes e impactos ambientais), cuja meta principal é “um dia de trabalho com normalidade”.

Objetivo: dar ciência aos colaboradores e contratados dos riscos inerentes as suas tarefas e a necessidade de adoção de medidas cabíveis, visando a normalidade no andamento dos trabalhos.

Aplicação: aplica-se a todos as frentes de trabalhos a serem realizadas.

 Responsabilidades: é de responsabilidade de cada colaborador ou contratado, com atribuições de liderança, proceder à Diálogo Diário de Segurança.

Diálogo Diário de Segurança – DDS: é a divulgação dos riscos inerentes ao trabalho a ser executado e as medidas de controle  adotadas, devendo ser apresentado numa reunião breve com todos os envolvidos, com duração prevista para 10 (dez) minutos. Essa reunião é conduzida pelo responsável pela execução do trabalho, assessorado quando necessário por Técnico de Segurança da área envolvida.

Condições a serem atendidas no DDS:

a)     A reunião deve ser conduzida pela pessoa responsável diretamente pela equipe ou por alguém por ele designado.

b)     O local de sua realização é preferencialmente o da execução dos serviços a fim de facilitar a exposição das informações.

c)     A reunião deve ocorrer diariamente, antes do início dos trabalhos, variando os temas e abordagem, conforme seleção prévia. Quando não houver um tema escolhido previamente, as equipes devem discutir experiências, fatos relevantes, mudanças, etc. Somente  será criada cultura sobre o diálogo se houverem reuniões diárias e se as pessoas sentirem necessidade de fazê-la.

d)       É importante que se discuta os riscos das tarefas que serão realizadas.

DDS- 001

Diálogo Dário de Segurança - DDS

NORMA DE PERMISSÃO DE TRABALHO

ASPECTOS IMPORTANTES NA REQUISIÇÃO DA PT

ü  Receber e analisar a tarefa ( OT. OS. CPA );

ü  Contatar com o operador emitente de PT;

ü  Analisar e viabilizar o trabalho em conjunto com o emitente;

ü  Deslocar os recursos necessários – máquinas, equipamentos, ferramentas;

ü  Orientar os executantes no caso de trabalho em equipe;

ü  Apanhar EPI’s especiais, além dos EPI’s básicos e específicos, inerentes ao cargo e local de trabalho, conforme dotação individual;

ü  Verificar as condições gerais da área, recursos e equipe;

ü  Pedir o assessoramento da inspeção de segurança, se for necessário, com trabalhos previstos na norma;

ü  Exigir a emissão da PT no local de execução do trabalho;

ü  Colocar as etiquetas de advertência e/ou outra sinalização alertadora, antes de iniciar o serviço;

ü  Remover a sinalização e os recursos ao término do trabalho, deixando  área limpa;

ü  Quitar  a PT junto ao operador, informando na condições do equipamento/área, caso não concluído o trabalho.

DDS - 002

Diálogo Diário de Segurança - DDS

PRIMEIROS SOCORROS

                Se você se ferir, não importando quão leve ou superficial possa ser o ferimento, comunique seu líder e vá até ao setor de saúde para fazer um curativo ou outra providência de primeiros socorros.

                Um corte, um arranhão, um cisco no olho, uma queimadura, qualquer ferimento, nos casos a seguir, mesmo que não seja aparentemente grave, deve ser adequadamente tratado, para evitar complicações.

                Não permita que um leigo ou um curioso faça o tratamento de seu ferimento. As pessoas que estão credenciadas a fazer curativos, aplicar injeções, tirar corpo estranho dos olhos e dar medicamentos são os médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem.

                Se um acidente ferir gravemente uma pessoa de sua área de trabalho, vindo a vitima precisar de ajuda, providencie socorro o mais rápido possível junto a equipe de operação ou junto ao supervisor que estiver mais próximo.

                Lembre-se que os socorristas apenas procedem aos Primeiros Socorros e, após encaminhamento para atendimento médico.

                Após o atendimento, sua liderança, os responsáveis por contrato e por segurança e saúde de sua área, deverão ser imediatamente avisados, sendo que a empresa tem o prazo de 24 horas para enviar para o INSS um documento conhecido como CAT – Comunicação de Acidente de Trabalho. É esse documento que vai garantir os seus direitos, caso sua lesão requeira atendimento e assistência complementares.

                Se você comparecer na enfermaria em outro dia, diferente em que aconteceu o acidente, a responsabilidade pelas consequências da demora em comunicar, será totalmente sua.

“Comunique-se, nunca tente esconder uma lesão. É mais fácil tratar com responsabilidade a ocorrência do que procurar escondê-la”.

Todos os acidentes devem ser tratados com importância, seja por uma contusão (batida) ou um ferimento (corte, escoriação, picada de inseto, etc.). Procurar atendimento correto é importante para evitar agravamentos.

DDS - 003

Um corte ou um arranhão, escoriação podem agravar (infeccionar), caso não recebam tratamento adequado;

Uma queimadura leve (só vermelhidão) também requer cuidados e orientação de pessoal especializado;

Um cisco no olho (corpo estranho) precisa de atendimento médico, qualquer tentativa de retirar o cisco, por pessoas não habilitadas, deve ser evitada;

Evite opiniões e atendimento de leigos ou curiosos, a dor que você “está sentindo” poderá aumentar com o agravamento da situação;

A REFAP dispõe de estrutura adequada, médicos para receitar e/ou técnicos de enfermagem para orientar procedimentos para melhor solução dos casos.

Em caso de uma emergência, acidente grave, envolvendo alguém de sua área de trabalho, mantenha a calma, providencie ajuda – avise a segurança, F 3333 ou RH saúde F 4444.

DDS - 003

Diálogo de Segurança do Trabalho - DDS

LEVANTAMENTO DE PESOS

Para assegurar uma melhor qualidade de vida, prevenindo problemas com sua coluna por levantamento de pesos, procure fazer essas tarefas conforme orientação a seguir:

CERTO

C  Chegue próximo da carga que será levantada com os pés afastados para manter equilíbrio;

C  Abaixe-se e mantenha a cabeça e as costas numa linha reta;

C  Segure firmemente a carga usando a palma das mãos;

C  Levante-se usando apenas a força das pernas, mantendo os braços esticados ao sustentar o peso do objeto manuseado;

C  Aproxime bem a carga de seu corpo, mantendo-a centralizada em relação às pernas;

C  Ao deslocar-se carregando peso, evite girar o tronco bruscamente, se esse movimento for realmente necessário, faça-o sincronizadamente evitando assim uma lombalgia ou distenção muscular;

C  Quando carregar peso, deslocando-se em escada, escale-a degrau por degrau, assim estará contribuindo melhor a força e evitando possíveis problemas futuros.

ERRADO

D  Não dobre a coluna, usando-a para forçar o levantamento de peso;

D  Não mantenha o objeto transportado abaixo da linha da cintura;

D  Não mantenha o tronco longe da carga transportada;

D  Não torça o corpo para erguer a carga;

D  Não gire o tronco com a carga suspensa estando com as pernas fixas no chão;

D  Não escore a carga na perna ou joelho;

D  “Viva bem com a coluna que você tem”

“Nunca tente elevar um peso maior que sua capacidade”

DDS – 004

Diálogo de Segurança do Trabalho - DDS

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI

EPI’s  NÃO EVITAM ACIDENTES!

Quem evita acidentes é você !

O EPI pode evitar uma lesão (um ferimento), ou amenizar  a gravidade da lesão se for utilizado adequadamente.

O não uso do EPI recomendado pela empresa, além de se constituir numa falta grave (passível até de demissão por justa causa) poderá ser o principal motivo do surgimento de uma lesão.

No dia a dia do nosso trabalho, estão presentes os mais diversos riscos e, para proteger nossa integridade física e nossa saúde, obrigamo-nos a usar EPI's o tempo todo, entre os quais  destacamos:   
óculos de segurança com lentes de policarbonato com proteções superiores e laterais    
capacete de segurança tipo aba frontal com tira absorvente de suor e jugular

   protetor auricular tipo plugue de inserção    

C  luva de segurança de vaqueta ou de acordo com o risco da operação realizada
uniforme (de acordo com a nova NR-18 deverá ser tratado como EPI).

Os EPI's acima são considerados básicos, de uso obrigatório por parte de todos os empregados que exercem atividades operacionais, não importando a função da pessoa, mesmo que esta esteja de passagem pelas áreas de risco.

Muitos trabalhos por nós realizados exigem EPI’s especiais que são determinados pelo grau de risco da atividade e são indicados pela Permissão de Trabalho com a orientação de um profissional de segurança.

Nos trabalhos executados em altura, inclusive em andaimes, a única forma de nos prendermos à vida é usando o cinto de segurança preso num local fixo e seguro, preferencialmente num ponto que não faça parte do andaime, balancim ou estrutura que está sendo montada ou desmontada.

Não se deve usar luvas de segurança quando operar máquinas com eixos giratórios e ferramentas cortantes, tais como tornos, frezadoras, furadeira, esmeris, etc.

“Por isso, ser profissional, significa acima de tudo conhecer o que se está fazendo, inclusive para proteger nossa vida e saúde.”

DDS - 005

Diálogo Diário de Segurança - DDS

CUIDADOS COM CILINDROS DE GASES

OS CILINDROS DE GASES DEVERÃO SER ARMAZENADOS E OPERADOS NA POSIÇÃO VERTICAL, PRESOS DE MANEIRA QUE NÃO CAIAM E PROTEGIDOS CONTRA A QUEDA DE MATERIAIS E FONTES DE CALOR.

No seu dia a dia, certifique-se de que os cilindros de gases estejam situados em locais limpos, longe de óleo, graxa, sem exposição a raios solares e protegidos contra qualquer fonte de calor.

Os cilindros de gases devem ser armazenados em locais arejados e protegidos, devendo ter por perto extintores de incêndio instalados.

Gases combustíveis e inflamáveis, como acetileno e GLP, por exemplo não devem ser armazenados no mesmo local que os cilindros de oxigênio, a menos que entre eles exista uma parede resistente ao fogo.

O acetileno que é um gás e está dissolvido no interior do cilindro não deverá em hipótese alguma ser armazenado ou operado na posição horizontal, pois o gás que está dissolvido  por intermédio de acetona dentro de uma massa porosa  tem a tendência de escapar pela válvula quando o cilindro estiver na posição horizontal e o acetileno vai passar a ficar comprimido de maneira instável podendo gerar uma explosão no cilindro.

Ao transportar cilindros use gaiolas, berços, caçamba ou carrinho sobre rodas. Nunca faça o içamento de cilindros com estropos.

Todo cilindro de gás, cheio ou vazio, deverá estar com a sua respectiva tampa de proteção (capacete) quando não estiver com uma válvula reguladora conectada. Esta tampa protege a válvula contra impactos que causariam a rápida liberação de pressão transformando o cilindro num busca pé.

Verifique freqüentemente, com espuma de água e sabão, se existe vazamento de gás nas uniões das mangueiras, maçaricos, válvulas e cilindros.

Verifique se os cilindros de gás do seu local de trabalho estão devidamente identificados por rótulos e símbolos de risco. Ex.: “Perigo, gás inflamável”.

DDS – 006

CUIDADOS COM AR COMPRIMIDO

Todos os anos são registrados no Brasil, uma série de acidentes e doenças decorrentes do uso indevido do ar comprimido.

Como sabemos, o ar comprimido é gerado em compressores, equipamentos mecânicos que utilizam óleos, graxas e outros produtos agressivos que muitas vezes não são retidos nos filtros podendo ficar misturados no ar até as tomadas de consumo.

O uso indevido desse ar para a limpeza pessoal (pele e roupas) pode trazer sérios problemas, por exemplo: corpo estranho nos olhos, doenças de pele e inflamação dos tecidos por inserção de contaminantes através da pele, principalmente se em alguma parte do corpo apresentarmos feridas.

Mesmo que não exista uma ferida aberta a pressão do ar comprimido poderá causar o mesmo efeito.

Por estes motivos mantenha o ar comprimido longe de seus ouvidos, olhos, nariz e jamais use ar comprimido para se limpar.

Além desses riscos, o ar comprimido quando em uso descontrolado provoca acentuados níveis de ruído devido a velocidade de escoamento na saída dos bicos, mangueiras, vazamentos, etc.

Não use em hipótese alguma ar comprimido para limpeza pessoal. Quem assim proceder estará cometendo falta grave, passível de punição. Converse com seu colega, busque outras alternativas de limpeza, elas existem e não são prejudiciais.

“Ao usar ar comprimido nos seus trabalhos, proteja-se, use os óculos de proteção e o protetor auricular – você é o maior responsável por sua segurança, saúde e qualidade no trabalho”. 

DDS – 007

LIXADEIRAS E ESMERILHADEIRAS

JAMAIS RETIRE A CAPA DE AÇO DE PROTEÇÃO DA ESMERILHADEIRA POIS A SUA FUNÇÃO É A DE EVITAR QUE UM PEDAÇO DE DISCO ROMPIDO ATINJA O USUÁRIO.

Um disco de desbaste ou de corte por incrível que pareça é frágil e pode quebrar. Evite batê-los contra o solo ou deixá-los em contato com umidade, fato este que viria fragilizar ainda mais esse equipamento.

Um disco de 7" de diâmetro gira numa velocidade de 8.500 rpm (rotações por minuto), que é alguma coisa parecida com 288 Km/h. Quando um disco abrasivo se rompe, cada um dos seus pedaços sai numa direção diferente na mesma velocidade de rotação, cortando o que aparecer na frente.

Este é o motivo pelo qual deve-se tomar uma série de cuidados antes e durante a operação de esmerilhadeiras, erroneamente chamadas de lixadeiras:

Nunca use discos de corte sem depressão central; discos de corte sem depressão central somente podem ser usados em máquinas do   tipo "cut-off ", conhecidas como "policorte";

Use as ferramentas apropriadas para colocar ou remover os discos abrasivos. O certo é usarmos um par de ferramentas, uma das quais conhecida como "forqueta" e uma chave de boca; a chave de boca fixa o eixo da esmerilhadeira, enquanto que a forqueta se encaixa nos furos do flange de fixação para apertar ou desapertar;

Não há a necessidade de apertar com muita força, pois o próprio sentido de rotação do disco dará o aperto final adequado.

C  Não utilize esmerilhadeiras que não estejam com plugue de tomada de corrente elétrica;

C  Antes de esmerilhar, deixe a esmerilhadeira funcionando com a face de operação virada para o solo sem encostar nele por aproximadamente 30 segundos;

C  Com o motor desligado o disco continua girando por algum tempo, evite contatos violentos com o piso, pois isto poderá trincar o disco;

C  Utilize os EPI's adequados: óculos de segurança sob o protetor facial, blusão de raspa, luva de raspa, botina de segurança, respirador contra pó e poeira e protetor auricular tipo plugue;

C  Não permita que uma pessoa utilize uma esmerilhadeira sem um treinamento prévio.

C  Não passe próximo de pessoas com a lixadeira ligada sem óculos.

DDS - 008

OS 10 MANDAMENTOS DA PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO

TRABALHO

Estes dez mandamentos ajudarão a evitar os acidentes profissionais de uma maneira geral e ampla:

I.                   Analise sob todos os pontos de vista o serviço que você faz.

II.                Procure aprender a manejar com perfeição as ferramentas e instrumentos de trabalho.

III.             Encontre um lugar certo para cada objeto, peça de roupa, material de uso.

IV.             Use o equipamento de proteção apropriada a sua função.

V.                Esteja permanentemente atento e nunca se arrisque.

VI.             Não deixe problemas externos interferirem na execução de sua tarefa.

VII.          Em caso de imprevistos, mantenha a calma siga a orientação dos responsáveis pela segurança geral.

VIII.       Procure recuperar as energias e a tranqüilidade nas horas de lazer.

IX.             Ajuda a melhorar os esquemas de proteção no lugar onde trabalha.

X.                Sinta-se responsável por sua segurança bem como pela segurança dos colegas e da coletividade.

DDS - 009

CONDIÇÕES INSEGURAS

Não conviva com condições inadequadas de trabalho, busque sempre uma solução!

 

Todos nós, todos os dias somos responsáveis pela melhoria contínua de nossa qualidade de vida no trabalho.

Para conseguirmos um bom ambiente de trabalho, é necessário adotarmos ações que permita a antecipação aos riscos das nossas tarefas.

A antecipação aos riscos, não é nada complexo, basta enxergarmos uma melhor forma de fazer o nosso trabalho, identificando aqueles fatores que podem contribuir para um incidente, uma lesão ou uma contaminação ambiental.

Todo o colaborador ou contratado deve comunicar as condições inseguras que identifique no seu local de trabalho.  Quando a pessoa identificar qualquer anormalidade que possa gerar qualquer perda, deve procurar imediatamente solucionar e ou minimizar essa irregularidade.

Todo o líder deve garantir o caráter preventivo da Comunicação das Condições Inseguras, promovendo junto aos seu liderados, as ações necessárias para que as mesmas sejam detectadas e devidamente tratadas.

As Condições Inseguras são classificadas quanto ao tipo como:

a) Pessoal: condição com potencial de gerar lesão pessoal;

b) Material: condição com potencial de gerar dano material;

c) Ambiental: condição com potencial de gerar impacto ambiental negativo.

Quanto ao potencial de gravidade, classificam-se em: baixo, médio e alto.

Toda a Condição Insegura deve ser comunicada aos responsáveis pelas ações de controle.  Para a referida comunicação devemos adotar a sistemática implantada pela nossa empresa ou por nossa contratante.

A Comunicação de Condições Inseguras compreende basicamente as seguintes etapas,

 a) Emissão que é o registro da Condição por escrito;

 b) Consolidação é classificação da Condição e emissão do relatório final;

 c) Divulgação: após a consolidação todas as ações devem ser divulgadas aos colaboradores.  Para isso, devemos fazer uma reunião mensal de feed back

dando o retorno sobre o andamento dessas ações.

Lembre-se, nos somos os principais responsáveis pelo nosso ambiente de trabalho, por isso, procure melhorá-lo sempre.

                                                                                                010

INCIDENTES

O que é um incidente?

É um quase acidente. É uma ocorrência imprevista e indesejada que possui potencial de gerar dano pessoal, material, ambiental ou o comprometimento da continuidade operacional.

Cada colaboradorou contratado, é responsável por zelar pela sua integridade física e de seus colegas, cabendo a si as ações necessárias para a prevenção de qualquer tipo de perda  no âmbito das suas atividades profissionais e a comunicação dos incidentes ocorridos em sua área de atuação.

O líder deve garantir o caráter preventivo da comunicação dos incidentes, promovendo junto aos seus liderados e contratados sob sua responsabilidade, as ações necessárias para a efetividade deste procedimento.

O líder também é responsabilidade pela investigação e análise dos incidentes relatados por sua equipe e pelas ações preventivas e corretivas necessárias para eliminação das causas.

Todo o incidente terá tratamento formal, devendo ser registrado por escrito, investigado e as ações de controle monitoradas quanto a sua implantação. Através R.N.C. – Relatório de Não Conformidade.

O incidente deverá ser comunicado pelo colaborador ou contratado responsável pela detecção do problema seguindo as sistemáticas anteriormente citadas.

Ações Corretivas: o responsável pelo Relatório de Comunicação deve tomar ações imediatas para a eliminação ou controle dos riscos potenciais. Após a análise devem ser providenciadas as ações corretivas de caráter permanente. As ações corretivas geradas pelos incidentes devem ter sua execução priorizadas.

Quando necessário, um profissional de segurança e meio ambiente poderá assessorar os responsáveis pela investigação e adoção das ações de controle.

Acompanhamento das Ações: as ações corretivas e preventivas geradas pelos incidentes serão acompanhadas pelo responsável por segurança, saúde e meio ambiente da área envolvida nesses registros. Todos os colaboradores e contratados serão permanentemente informados sobre o andamento das ações decorrentes de incidentes.

 

 

 
RELAÇÃO DE SEGURANÇA DOS DIÁLOGOS DE SEGURANÇA

Tema 01 Movimentação de Materiais

 

1-     Carregar peso compatível com sua capacidade física.

2-     Ao levantar peso, dobrar as pernas e não a coluna.

3-     Verifique peso dosa materiais a ser transportado.

4-     Verifique a forma da peça.

5-     Empilhe corretamente.

6-     Cuidado para não amassar os dedos.

7-     Ao virar, transportar as peças, cuidado, não fique com parte do corpo na direção de queda da peça.

8-     Calce as peças, utilize pallets.

9-     Cuidado com pontas, rebarbas, use luvas.

10-  Cuidado com o local onde for passar.

11-  Não passe com materiais sobre as pessoas ou máquinas.

12-  Evite levantar acima de 15 cm do solo quando utilizar máquina.

13-   

Tema 02 Queda de Material

 

1-     Empilhe corretamente.

2-     Amarre as peças a serem transportadas.

3-     Utilize caixas, pallets para a movimentação.

4-     Afasta-se dos materiais em movimentação.

5-     Ao utilizar cavaletes, cuidado com o centro de gravidade.

6-     Nunca fique sob a carga suspensa

7-     Evite fazer pilhas altas.

8-     Escorar peças em máquinas, equipamentos é um perigo.

 

Tema 03 Responsabilidade de Segurança

 

1-     A responsabilidade pela segurança é de todos.

2-     Colabore com o cumprimento das normas.

3-     Utilizar os EPI´S recomendados.

4-     Comunique, sempre, condições de risco.

5-     Quando tiver dúvidas sobre o seu serviço, pergunte ao seu supervisor para prevenir-se de possíveis acidentes.

6-     Comunique anomalias no seu equipamento / máquina.

7-     Conheça as regras de segurança.

 

Tema 04 Uso dos EPIS

 

1-     Utilize os EPI´S recomendados.

-          Óculos para proteger de fagulhas, evitando lesão nos olhos.

-          Protetor auricular, para evitar perda auditiva.

-          Guarda-pó, camisa, calça, macacão para proteger seu corpo.

-          Calçados para proteger seus pés.

-          Mascara para evitar contaminação de fumos, névoas.

-          Avental, luvas, perneiras, mangotes, capuz, para evitar queimaduras.

-          Cinto de segurança para evitar quedas.

-          Calçado de segurança.

-          Capacetes

2-     Mantenha seu EPI higienizado

3-     Guarda seu EPI

 

 

4-     Solicite substituição quando danificado

5-     O uso de EPI garante sua integridade física

6-     Uso obrigatório, conforme norma interna

 

Tema 05 Proteção Auditiva

 

1-     O ruído esta sempre presente no ambiente de trabalho.

2-     O ruído causa danos irreversíveis a sua audição, após exposição sem proteção.

3-     Utilize o protetor durante todo o tempo de exposição

4-     Escolha o seu protetor, concha ou plug

5-     Durante média 08 meses

6-     Faça higiene no seu protetor diariamente

7-     Faça a melhor escolha, escute sempre

8-     Colocação:

 

-          Plug: Levante a orelha D, com a mão E, abra a boca, introduza o protetor.

 Levante a orelha E, com a mão D, abra a boca, introduza o protetor.

 

-         Concha: Regule a haste, abra a boca, coloque a concha com duas mãos.

-          

Tema 06 Proteção Respiratória

 

1-     Trabalhos que geram fumaça, névoas, neblinas, pó necessitam do uso de respirador.

2-     Há um tipo de respirador para cada atividade informa-se com seu supervisor ou técnico de segurança qual o adequado a sua.

3-     Higienize diariamente sua mascara de solda e pintura

4-     Troca os filtros quando saturados ou contaminados

5-     Troque o vidro quando quebrado ou com dificuldades de enxergar

6-     No jato de granalha revise periodicamente e troque filtro conforme especificado

7-     O pulmão é um órgão que tem grande interação com o meio ambiente, todo o pó, fumo de solda, névoa de tinta gerado no trabalho vai parar no seu pulmão se não estiver protegido.

8-     Proteja-se use as máscaras

 

Tema 07 Limpeza e Organização

 

1-     Mantenha ambiente limpo e organizado

-          Não suje

-          Não desarrume

2-     Pegou de volta

3-     Coloque sempre tudo no lugar, arrume lugar correto

4-     Coloque o lixo no local indicado (respectivo recipiente)

5-     Colabore com a limpeza

6-     Ambiente limpe

7-     Ambiente limpo / organizado é mais seguro

Tema 08 Causas dos Acidentes

 

1-     Condições ambientais

1.1  – Condições inadequadas do ambiente

-          Máquina sem proteção

-          Empilhamento inadequado

-          Organização Buracos no piso

 

 

-          Corredor Obstruído

 

2-     Atos inseguros

2.1 –Atos pessoais inadequados

-          EPI não utilizados

-          Brincadeiras

-          Falta de atenção

-          Transporte de materiais sem o devido cuidado

-          Operar equipamento sem autorização

-          Usar Luvas em máquinas rotativas (torno, furadeiras, fresas)

 

Comportamento Pessoal

 

“Eu posso mudar o meu comportamento”

 

Tema 09 Eletricidade

 

1-     Os trabalhadores com eletricidades são prerrogativas da manutenção

2-     Comunique qualquer situação de risco

-          Fios descascados

-          Quadros danificados

-          Tomadas quebradas

-          Falta de pinos ou frouxos

3-     Não utilize equipamentos danificados

4-     Não conserte máquinas ou equipamentos

5-     Não toque em fios caídos (rede externa)

 

Tema 10 Quadro de Comando

 

1-     Os quadros de comando devem ser chaveados

2-     Todos os colaboradores devem ser informados onde e como se desligam

3-     Deve-se informar onde desligar seu equipamento quando necessário

4-     Deve-se mante-los desobstruídos

5-     Telefone da manutenção :

 

Tema 11 Ferramentas Portáteis

 

1-     Utilizar ferramentas em bom estado de cnservação

2-     Revisar cabos e ligações / terminais

3-     Ferramentas defeituosas devem ser enviadas  a manutenção

4-     Utilizar para a finalidade a que se destinam

5-     Manter as ferramentas limpas

6-     Evitar desarruma-las

7-     Nunca retire as proteções, caso esteja faltando coloque-a

8-     Use os acessórios não improvise

 

Tema 12 Projeção de Fagulhas

 

1-     Evite jogar fagulhas em direção ao seu colega, use biombos

2-     Ao usar equipamentos que gere fagulhas, esteja bem protegido

3-     Apóie, fixe bem a peça a esmerilhar ou lixar

4-     Se possível leve a peça ao lugar especifico para a realização da tarefa

 

 

5-     Evite a proximidade de pessoas estranhas ao processo

6-     Evite quedas das lixas e disco de corte

7-     Faça com que as fagulhas sejam direcionadas para o piso

8-     Ao manusear as peças com rebarbas use luvas

9-     Afaste-se de área onde possua material inflamável

 

Tema 13 Acidentes de Transito

 

1-     Respeite a sinalização

2-     Não corra

3-     Faça o retorno em frente da fábrica, no local apropriado

4-     Tenha muita atenção na entrada e saída do estacionamento, pare, olhe

5-     Respeite as faixas de segurança

6-     Bebeu não dirija

7-     Revise seu veiculo

8-     Use o cinto de segurança

9-     Utilize capacete (moto) ajuste cinta jugular sempre afivelado e justo

 

Tema 14 Operar Ponte Rolante

 

1-     Somente pessoas treinadas e autorizadas podem manuseá-la

2-     Verifique cintas, cabos olhais, correntes ganchos e acessórios

3-     Quando danificados solicite substituição

4-     Nos ganchos verifique aberturas, trincas etc

5-     Jamais passe sob carga suspensa

6-     Jamais permaneça sob carga suspensa

7-     Cargas devem ser transportadas até 15 cm do solo

8-     Evite o balanço das cargas

9-     Não suba, não permaneça, não apoiar-se em peças em transporte

10-  Não bata as botoeiras, carregue, não jogue

11-  Verifique corredor, como começar, onde passar e onde depositar

12-  Não brinque com as peças

 

Tema 15 Solda / Corte Área de Risco

 

1-     Abrir chamas em área especiais, somente com autorização por escrito

-          Locais que contenham inflamáveis

-          Depósitos de inflamáveis

-          Pintura

-          Marcenaria

2-     Recolher todo o tipo de inflamável que estiver pela fábrica para depósito

3-     Abrir tambor, tanque que contiveram inflamáveis, o uso de chama esta proibida, “risco de explosão”.

4-     Soldar tanques fechados, soldar dentro da mesma, situação de risco, pode faltar oxigênio, somente com autorização por escrito.

5-     Solda em atividade acima do piso

-      Utilizar cinto de segurança

-          Ao fixar cinto usar talabarte com alma de aço

-          Amarrar escada

 

 

 

Tema 16 Soldagem

 

1-     Utilizar todos os EPI´S recomendados

2-     Evite abrir o arco em frente a pessoas desprotegidas, olhos

3-     Verifique ligações do aparelho, fios, tocha, bico, conexões, se necessário solicite a troca

4-     A manutenção do aparelho é prerrogativa da manutenção

5-     Avise qualquer alteração no seu equipamento

6-     Fios de piso, devem ser protegidos

7-     Áreas de risco somente com autorização

- Pintura                                   -  Depósito de Inflamáveis

- Marcenaria                             -  Trabalho em altura

 

Tema 17 Qualidade de vida

 

1-     Faça exercícios

-          Caminhadas

-          Corridas

-          Natação

2-     Alimenta-se bem

-          Pela manhã como se fosse REI

-          No meio dia como se fosse NOBRE

-          A noite como se fosse POBRE

3-     Faça no mínimo 03 a 06 refeições por dia

4-     Evite frituras, gorduras

5-     Lave bem as mãos antes das refeições

6-     Lave frutas e verduras antes de ingeri-las

7-     Escove os dentes após as refeições

8-     Passeio com a família e amigos

 

Tema 18 Transporte Aéreo de Peças

 

1-     Faça a amarração segura

2-     Verifique cintas, cabos, correntes, olhais

3-     Afaste as pessoas de perto

4-     Verifique o trajeto, se há obstáculos no caminho

5-     É proibido ficar sobre a carga

6-     É proibido ficar sob a carga

7-     Manter a carga no máximo a 15 cm do solo

8-     Verifique onde vai depositar as peças (carga)

9-     Evite deixar pessoas sem treinamento operar equipamentos

 

Tema 19 Operações de Máquina

 

1-     Somente pessoas treinadas e qualificadas devem operar máquinas

2-     É proibido dar carona ou andar de carona em máquina ou equipamento

3-     É proibido usar luvas, adornos  em máquinas operatrizes rotativas

4-     Operador de calandra é proibido usar luva

5-     Avisar qualquer alteração em máquina ou equipamento

6-     As proteções fazem parte da máquina não retire

7-     Comunicar risco na operação da máquina

 

 

 

Tema 20 Economia de Recursos

 

1-     Utilize os recursos com economia

2-     Abriu a torneira, feche

3-     Se houver vazamento avise, comunique

4-     Desligue as luzes quando houver luz natural suficiente

5-     Economia de qualquer recurso é muito importante, papel, chapas de aço (ferro), clips, remédio, telefones, veículos, etc...

 

Tema 21 Respeite a Sinalização

 

1-     Leia e reflita sempre os ensinamentos contidos nos cartazes e avisos sobre a prevenção dos acidentes

2-     Observe as sinalizações, respeite

3-     Proibido fumar

4-     Permitido para pessoas autorizadas

5-     Velocidade 20 km (interna)

6-     Extintores, macas, quadro de comando, devem estar sempre com acesso livre

7-     Mantenha desobstruídos os corredores

8-     Respeite a sinalização de transito de acesso a empresa

 

Tema 22 Acidentes / Procedimento / Atendimento

 

1-     Sempre que sofrer acidentes uma lesão (mesmo pequena) busque a segurança para curativo, se necessário para que o médico avalie.

2-     Sempre que um acidente envolva queda, há risco de lesão na coluna, cabeça, portanto não remova ou mexa.

3-     Os colaboradores treinados em 1º socorros devem tomar a iniciativa no atendimento

4-   Comunique imediatamente o supervisor, líder e segurança do trabalho

5-   A remoção para o hospital, quando acidente que não envolva risco se a lesão na coluna e sem fraturas nos membros inferiores (pernas), podem ser feitos com veículos da empresa.

6-   Acidentes mais graves chamar ambulância

-          Hospital 3375 4770

-         Bombeiros 193

7-     Todo acidente deve ser comunicado ao supervisor e a segurança

 

Tema 23 Atenção no Trabalho

 

1-     A distração no trabalho é um dos maiores fatores que causam acidentes

2-     As brincadeiras são outro fator de acidentes, tiram a atenção

3-     Evite distrair o colaborador, gerando situações de risco

4-     Não jogue objetos no colega

5-   Evite discussões, atividades agressivas, isto gera um clima tenso, que é favorável ao acidente

 

Tema 24 Pressa no Trabalho

 

1-     Evite correr, anda não corra

2-     Evite a pressa não deixe peças suspensas, penduradas

3-     Respeite  a sinalização de velocidade

4-     Termine o que começou, não deixe o serviço pela metade

 

 

5-     Não improvise pois pode custar a vida de alguém

6-     Não jogue peças ferramentas para o seu colega

7-     Não faça malabarismo com o ferramental

 

Tema 25 Brincadeiras no Trabalho

 

1-     As brincadeiras são para fazer em casa

-          No parque de diversão

-          Nas áreas recreativas

-          Fora do horário de expediente

2-     As brincadeiras são os casos de maior nº de acidentes

3-     Não brinque no transito, seu carro não é uma mortalha

4-     Não jogue objetos no seu colega

5-     Evite deboches sobre seu colega, futebol, piadas, apelidos

 

Tema 26  Anormalidades

 

1-     Toda e qualquer anormalidade deve ser avisada ao supervisor da área e na sua falta ao, técnico de segurança, manutenção, gerente, diretor

2-     Verifique cabos, correntes, ganchos, cintas, máquinas, lubrificação

3-     No caso de acidentes o mesmo procedimento, sendo o seguinte telefone de segurança: 9350, bombeiros : 193, emergência: 3375 4770

 

Tema 27 Ferramentas Manuais

 

1-     Utilizar ferramentas em bom estado de conservação

2-     Revisar cabos e pontas das ferramentas

3-     Ferramentas defeituosas devem ser enviadas a manutenção

4-     Utilizar as ferramentas para a finalidade a que se destinam

5-     Manter as ferramentas limpas

6-     Evite desarruma-las

7-     Nunca atire as ferramentas, caso esteja faltando coloque-a no lugar

8-     Use os acessórios, não improvise com as ferramentas

 

Tema 28 Trabalho em Altura

 

1-     Trabalhos acima de 2 metros é obrigatório o uso de cinto de segurança

2-     Providencie andaime quando necessário, fixando, amarrando-o

3-     Ao usar escadas verifique:

-          Se os degraus estão fixo

-          Se os montantes não estão rachados

-          Se as sapatas não estão gastas, e se sua fixação é boa

-          Ver se a corda para amarração não esta gasta

-          Verificar se as dobradiças, os ganchos, os limitadores de abertura estão perfeitos, não estão oxidados, quebrados soltos, ou fora de alinhamento.

4-     Ao usar escada peça ajuda para alguém segurar ou coloque calço para não resbalar.

5-     Nunca desloque o andaime com alguém encima dele.

6-     Não deixe o andaime inclinado, sempre deixe em superfície plana

 

 

Tema 29 Terceiros

 

1-     Exija que usem todo o material de segurança de acordo com o serviço

2-     Faça que respeitem as nossas normas de segurança

3-     O seu veiculo deve ficar no estacionamento, a menos que o seu ferramental esteja preso ao veiculo

4-     Os terceiros devem estar identificados conforme empresa que trabalham

5-     Orientar que em trabalhos acima de 02 metros de altura é obrigatório o uso de cinto de segurança, andaime, escadas amarradas.

 

Tema 30 Legislação

 

1-     O ministério do trabalho é o órgão que faz as leis e fiscaliza

2-     A empresa é obrigada a cumprir e fazer cumprir a legislação

3-     A empresa devera obrigar o colaborador a cumprir as normas

4-     A empresa pode ter normas internas que definam procedimentos, obrigações a serem cumpridas

-          Norma interna de EPI´S

-          Ordem de serviço

5-     Portanto, todos nós precisamos cumprir as normas da empresa ou do governo

 

Tema 31 Novos colaboradores

 

1-     Novos colaboradores, recém em seu 1º dia de trabalho orientações de segurança e todos os EPI´S referentes a sua área.

2-     Devemos, todos, sermos receptivos ao novo colaborador, perceber que vai fazer parte de um novo grupo (família).

3-     Todos são responsáveis por orientar (principalmente o colega que estiver no mesmo trabalho).

4-     Oriente, seja por exemplo, para que o novo colaborador não se arrisque

5-     Ajude a orientar o novo colaborador, e explique as normas de segurança